Conteúdos

“ Matérias exclusivas de diversas áreas e segmentos. Conteúdo com abordagem direta e original, tudo feito especialmente para agradar os leitores mais exigentes! ”

NUTRIÇÃO PREVENTIVA

DALVA E DITO__créditos_Sergio Coimbra PRATO

Alimentação saudável e equilibrada pode prevenir muitas doenças.

Por Fábio Barbosa

Você com certeza já deve ter ouvido que uma alimentação saudável só traz benefícios à saúde. Isso é fato. Além de proporcionar uma maior disposição a qualquer pessoa, a alimentação equilibrada e com alimentos corretos pode, inclusive, prevenir vários tipos de doenças. Câncer, infarto e hipertensão são algumas delas.

O desenvolvimento da humanidade fez com que o ser humano mudasse os hábitos alimentares com o passar dos anos. Hoje, come-se muito mais alimentos industrializados que há 50 anos. Realidade que é fruto da rotina diária que as pessoas enfrentam atualmente. Poucos são os  que conseguem realizar as todas as refeições na própria casa, preparada com os ingredientes devidamente selecionados e saudáveis. O fast food se tornou o meio mais prático de alimentação de grande parte da população mundial. E isso traz consequências, na maioria das vezes, negativas.

Pular refeições, comer alimentos ricos em gorduras, consumir alimentos industrializados em excesso e outras atitudes deste tipo diminuem a disponibilidade de nutrientes que são necessários ao bom funcionamento do organismo, resultando, muitas vezes, em doenças. Pergunte aos seus pais ou avós se casos de obesidade, colesterol alto, gastrite e diabetes eram tão comuns há 20, 30 anos como são nos dias de hoje. Com certeza não. Essas são doenças corriqueiras nos dias atuais. Tudo por conta da má alimentação.

Seguir uma dieta saudável e equilibrada é fundamental para se evitar problemas de saúde. O número de pessoas que procuram a orientação de um nutricionista com o objetivo de prevenir futuras doenças cresce a cada dia. “Hoje o perfil de quem procura um nutricionista mudou. Antes, as pessoas só procuravam mudar os hábitos alimentares após um diagnóstico médico, quando havia um problema. Hoje a consciência é outra”, afirma a nutricionista Taís Baddo.

O acompanhamento médico continua sendo fundamental no tratamento de qualquer problema de saúde. A diferença é que hoje, ao analisar um exame de glicemia, por exemplo, e notar pequenas alterações, o médico busca também o trabalho de nutricionistas. “Nós vamos trabalhar a dieta do paciente para que baixe esses valores ou até evitar que aumentem, para não deixar desenvolver uma diabetes, por exemplo”, explica Taís.

Doenças gravíssimas podem ser evitadas através da boa alimentação. De acordo com a nutricionista, 70% dos tipos de câncer podem ser evitados por meio de uma dieta equilibrada. Alguns alimentos já são cientificamente comprovados na prevenção do câncer. Couve-flor, repolho, brócolis, couve-manteiga, couve de bruxelas, mostarda, nabo, agrião, rabanete e rúcula são exemplos de alimentos que podem evitar a formação de vários tipos de câncer, incluindo de estômago, esôfago, pulmão, faringe, útero, pâncreas e cólon. São ricos em substâncias que estimulam a produção de enzimas que combatem a formação da doença, assim como as frutas ricas em vitamina C, como laranja e limão.

É importante destacar que as pessoas devem consumir mais alimentos que ajudam prevenir doenças. Mas, é essencial evitar os chamados “alimentos agressores”, que contribuem para a má qualidade de vida. Frituras, alimentos gordurosos, congelados, enlatados, em conserva, os temperos prontos, são todos ricos em conservantes. Os embutidos, como salame, salsicha, linguiça, mortadela e presuntos são os mais agressivos e as pessoas consomem muito esses alimentos. Segundo a nutricionista, graças ao estilo de vida atual, em que as pessoas não têm mais o hábito de fazer refeições caseiras. “As pessoas não têm mais o hábito de almoçar e jantar em casa. Isso é cada vez mais raro. Ela almoça na rua, em restaurantes e lanchonetes, e quando chega em casa, à noite, faz um lanche com esses embutidos. Isso é prejudicial à saúde de qualquer um.”

 

MACARRÃO

É possível ter uma alimentação saudável, sem abrir mão dos alimentos considerados mais prazerosos. O importante é que haja equilíbrio e fracionamento das refeições. “A pessoa pode comer de três a quatro vezes por semana um peito de peru, por exemplo. Mas, ela precisa compensar isso comendo também três frutas ao dia, colocando aveia no leite. O corpo tem poder de eliminar as substâncias agressivas, desde que haja um equilíbrio na alimentação”, ressalta Taís.

Se engana quem pensa que uma alimentação saudável não pode ser prazerosa. A reeducação alimentar é fundamental para melhorar a qualidade de vida. O prazer na alimentação é na verdade um vício alimentar. É possível mudar isso, mas de maneira gradativa. “Quem está acostumado com muito açúcar e muita gordura, por exemplo, está, na verdade, viciado nesse tipo de alimento. Eles viciam o hipotálamo, região do cérebro responsável por viciar a pessoa em álcool e cigarro também. Quando há uma reeducação alimentar gradativa, o cérebro vai se acostumando com outros tipos de alimentos. Em dois meses, em média, as papilas gustativas se acostumam aos novos sabores”, afirma a nutricionista.

Um ponto importante para realizar uma reeducação alimentar é contar com o apoio das pessoas próximas. Não basta mudar o seus hábitos alimentares e os demais familiares, por exemplo, não acompanharem a nova rotina. Cedo ou tarde você vai cair em tentação. Mais uma vez, nada de mudanças radicais no cardápio do companheiro e dos filhos. A mudança deve ocorrer aos poucos. “Você não pode obrigar as pessoas a mudarem, mas você pode diminuir a quantidade de óleo nas refeições de maneira imperceptível, você pode trocar o tempero pronto por um caseiro, trocar o suco de caixinha por um de fruta natural. São atitudes pequenas que, aos poucos, mudam completamente a qualidade de tudo que você consome. E aquilo que consumimos é que nos dá, ou não, uma vida saudável. Somos o que comemos”, finaliza Taís.

Compartilhe: Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someonePin on Pinterest0
Comentários
Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!
Deixe seu comentário

Nome:
Email:
Mensagem: