Conteúdos

“ Matérias exclusivas de diversas áreas e segmentos. Conteúdo com abordagem direta e original, tudo feito especialmente para agradar os leitores mais exigentes! ”

CONHEÇA DUBAI

Cidade contrasta grandes obras arquitetônicas e parques futuristas em meio ao clima quente do deserto árabe.

Por Fábio Barbosa

A cidade dos superlativos. Assim pode ser classificada Dubai, uma das principais cidades dos Emirados Árabes Unidos, no continente asiático. Isso porque lá estão o prédio mais alto do mundo (Burj Khalifa), o hotel mais alto do mundo (JW Marriot Marquis Dubai), a maior ilha artificial do planeta (Palm Jumeirah) e o maior Shopping Center do mundo (Dubai Mall). Cravada no meio do deserto, Dubai é um destino que foge totalmente de alguns roteiros tradicionais de turismo. Aliás, a geografia desértica da região foi radicalmente alterada pelas mãos do homem através de construções grandiosas e imponentes. Mas as belezas naturais também são muito bem exploradas pelos visitantes em praias e bosques de palmeiras gigantes.

Grandes obras arquitetônicas, uma orla marítima com belas praias e ilhas artificiais, parques temáticos, rede hoteleira de qualidade e shoppings com as principais grifes do mundo fazem de Dubai um dos principais destinos turísticos mundiais. De acordo com o ranking Global Destination Cities Index, da Mastercard, divulgado recentemente, Dubai foi a quarta cidade mais visitada no primeiro semestre de 2015, com 14,26 milhões de turistas. Apesar de ser considerada um destino caro, a cidade árabe ocupa a nona colocação no ranking de gastos dos turistas: 11,68 milhões de dólares foram gastos por lá nos primeiros seis meses deste ano.

Descendente de árabes, a advogada Amanda Butros visitou Dubai pela primeira vez no segundo semestre de 2014 e ficou encantada com o que viu. “Dubai é sensacional. É um destino que mistura tanto as atrações turísticas, quanto a cultura tradicional árabe. Todos que têm a oportunidade deveriam conhecer o paraíso dos Sheiks. Tudo por lá é grandioso, não apenas a arquitetura. A segurança também é um ponto forte por lá, é uma cidade muito segura”, destaca.

A melhor época para visitar Dubai é entre os meses de novembro e março, período de temperaturas mais amenas.

HISTÓRIA DE DUBAI
Cidade futurista para muitos turistas, Dubai desfruta de uma rica herança histórica que remete ao período pré-histórico, embora a região dos Emirados seja muito mais moderna. Evidências arqueológicas indicam povoamento na região a partir de 3.000 A.C.
No século 15 despertou o interesse das grandes navegações portuguesas, por ser uma importante rota marítima comercial. Durante muitos anos não passou de um pequeno assentamento às margens do golfo arábico, sustentado pela pesca e pelo comércio de pedras preciosas. Os primeiros a dominar a região foram os turcos, depois os mongóis, os portugueses e por fim os ingleses, que ficaram por lá até 1971, quando os reinos daquela região se uniram e formaram os Emirados Árabes Unidos.
O grande marco na história de Dubai veio anos antes, em 1966, com a descoberta de petróleo no campo de Fateh. Foi o petróleo que financiou a maior parte do recente e espantoso desenvolvimento da cidade.

PONTOS TURÍSTICOS

Antes um inexpressivo vilarejo comercial e marítimo. Hoje um destino futurístico e glamoroso. Essa é Dubai, cidade cosmopolita e cheia de palácios e obras faraônicas, arquitetura arrojada e imponente, Shoppings Centers extravagantes, grifes internacionais, ilhas artificiais deslumbrantes e hotéis pujantes. Destacaremos pontos turísticos que fazem parte desse cenário.
Burj Khalifa (Burj Dubai)
Inaugurado em janeiro de 2010, o Burj Khalifa é considerado atualmente o prédio mais alto do mundo. Com 828 metros de altura e 162 andares, deixou para trás o Taipei 101, em Taiwan, com 508 metros, e o Petronas Twin Towner, na Malásia, com 452 metros. Concebida com o nome de Burj Dubai, foi batizada como Burj Khalifa no dia da entrega.
Construído em uma estrutura de espirais, inspirada na antiga arquitetura islâmica, o edifício possui milhares de apartamentos residenciais e escritórios de trabalho, nove hotéis, entre eles um luxuoso Armani que ocupa 35 andares, um Shopping Center e uma plataforma de observação panorâmica localizada no 124º andar. Aproximadamente 12 mil pessoas trabalharam na construção dessa torre, que levou seis anos para ser concluída.
A principal atração da visita ao Burj Khalifa é o Observation Deck, mirante com plataforma transparente que permite uma visão 360º de Dubai através de telescópios potentes, que permitem enxergar várias atrações da cidade. Durante o dia o campo de visão chega a 80 quilômetros, possibilitando ao turista observar até as ilhas artificiais. O ideal é comprar a visita pela internet com uma boa antecedência, o que proporciona um bom desconto e evita longas filas de espera.

Burj Al Arab
Outro grande ícone arquitetônico de Dubai é o hotel Burj Al Arab, único do planeta com a classificação sete estrelas, criada exclusivamente para ele (a classificaçã o hoteleira convencional vai até cinco estrelas). Inaugurado em 1999, o prédio chama a atenção dos turistas pelo seu formato de vela de embarcação e por ter sido erguido sobre uma ilha artificial, montada exclusivamente para a obra na costa do Golfo Pérsico.

Cada andar do Burj Al Arab possui uma recepção própria e serviços de mordomo. Todas as 202 suítes são duplex, com tamanho variando entre 170 e 780 metros quadrados, torneiras e adornos banhados a ouro e uma frota de veículos Rolls-Royce e um helicóptero à disposição dos hóspedes. A estrutura impressionante conta ainda com quatro piscinas (internas e externas), fontes dançantes, aquários gigantes, nove restaurantes e um premiado spa.

O acesso ao luxuoso hotel é permitido somente para os hóspedes, com diárias a partir de mil dólares, ou através de reservas em um dos restaurantes, bares e cafés do complexo. Outra particularidade do hotel é a proibição da entrada trajando camiseta e tênis. Uma forma mais barata de apreciar a arquitetura do Burj Al Arab é visitando o parque aquático Wild Wadi, vizinho frontal da torre.

The Dubai Mall
Esqueça tudo que conhece sobre Shoppings. Nada no Brasil, e talvez no mundo, se compara a grandiosidade do Dubai Mall. Inaugurado no final de 2008, o centro de compras e lazer conta com 1.200 lojas, mais de 150 opções de restaurantes, bares e cafés, um hotel cinco estrelas, parques temáticos e aquários. Sem falar na excelente localização, aos pés do imponente Burj Khalifa.

As atrações começam já na entrada do shopping, onde um imenso lago artificial com chafarizes projetados por designers americanos promovem um sensacional espetáculo de águas dançantes. São 1,5 milhões de fontes iluminadas lançando água a 150 metros de altura. O espetáculo pode ser visto ao ar livre, nos jardins do Mall, ou de um dos centenas de bares e restaurantes no interior do Shopping.

Localizado no centro do Dubai Mall, o Dubai Aquarium é outra grande atração do complexo. São mais de 33 mil animais marinhos, incluindo centenas de tubarões, e 85 espécies diferentes. Há também o Ice Rink, pista de patinação no gelo de proporções olímpicas, o Sega Republic, parque temático coberto com games e aventuras, e o Kidzania, uma réplica de minicidade para as crianças se divertirem como gente grande.

Como ótimo centro de compras mundial, não faltam grifes famosas no Dubai Mall. O turista que caminha pelos corredores do complexo pode encontrar marcas como Bloomingdale’s, Galerias Laffayete, Marks& Spencer, Cartier, Tiffany’s, Armani e Louis Vuitton. Em matéria de moda, o local não deixa nada a desejar às capitais como Paris, Milão e Nova York.

Mall of the Emirates

Outra ótima opção de compras e diversão em Dubai é o Mall of the Emirates, maior Shopping da cidade até a construção do Dubai Mall. Menor, mas não menos imponente que o Dubai Mall, este centro de comércio, alimentação e lazer possui mais de 500 lojas, com grifes famosas como Cartier, Dior e Ermenegildo Zegna, um belo complexo de salas de cinema, várias pistas de boliche e uma estação de metrô praticamente dentro do Shopping.
Mas o que mantém o Mall of the Emirates entre as atrações mais procuradas de Dubai é a gigantesca pista de esqui na neve, a Ski Dubai. Graças a essa grandiosa obra de arquitetura é possível esquiar, praticar snowboarding, descer em tobogãs ou simplesmente brincar com bonecos de neve em pleno deserto. São cinco pistas indoor com vários níveis de dificuldades, de novatos a veteranos no esporte. A pista mais extensa tem 400 metros e parte de uma altura de 60 metros.
Os turistas que não são adeptos aos esportes na neve podem curtir as baixas temperaturas no conforto de dois restaurantes que o Ski Dubai abriga: o St. Moritz Café e o Avalanche Café. O complexo abriga até 1.500 visitantes simultaneamente.

Palm Jumeirah
Menor das três ilhas que formam a Palm Island, arquipélago artificial em forma de palmeiras, trata-se de mais um belo exemplo de como a mão do homem pode mudar para melhor a paisagem de uma região. Finalizada em 2008, após sete anos de construção, a ilha abriga várias residências luxuosas, hotéis e resorts renomados. A região residencial é divida entre apartamentos e casas com praias e marinas particulares.

É na Palm Jumeirah que está localizado um dos principais parques aquáticos de Dubai, o Aquaventure Waterpark. Diversão para a família toda, o parque possui toboáguas, o maior com queda livre de 27 metros, rio artificial com correntezas de dois quilômetros de extensão, áreas para mergulho em meio a tubarões, praia privativa com espreguiçadeiras, e um complexo com golfinhos e arraias que podem ser alimentados pelos visitantes.

O Aquaventure Waterpark ainda conta com um dos maiores aquários do mundo, o The Lost Chambers, que abriga mais de 65 mil animais marinhos. O parque também possui vários restaurantes e quiosques para alimentação.

Safari no Deserto
Em meio a tantas atrações futuristas e luxuosas, o turista que visita Dubai não pode deixar de conhecer o deserto. Mesmo quem é avesso ao sol e a altas temperaturas vai gostar do passeio, que é realizado em veículos 4×4 fechados e com ar-condicionado.
Realizados no início ou final do dia, o roteiro contempla o turista com belas vistas das dunas, do nascer e por do sol, e acampamentos beduínos rústicos. Nesses locais, os visitantes podem fazer passeios de dromedário, pinturas com hena, experimentar o narguilé e comidas típicas. Ao final do passeio, os turistas são agraciados com apresentações de dança do ventre.
A arquiteta Priscila Cucci visitou esses pontos turísticos de Dubai e ficou encantada com o que viu. “Atualmente Dubai é o principal destino de viagem para arquitetos por conta do crescimento assustador dos últimos anos e pelo desenvolvimento de novas técnicas de construção, mas também é uma ótima opção de viagem com a família. A cultura local é fantástica e as opções de passeio são infinitas. Você pode conhecer o prédio mais alto do mundo e o maior shopping do planeta em um dia e em outo fazer um belo safari pelo deserto. É algo surreal”, destaca a arquiteta.

COMO CHEGAR

A única companhia aérea com voos diretos entre o Brasil (cidades de São Paulo e Rio de Janeiro) e Dubai é a Emirates (www.emirates.com.br), com uma duração de 14h50.

Outras empresas aéreas também oferecem voos para o mesmo destino, mas com uma ou mais escalas. As empresas Qatar Airways (www.qatarairways.com) e Turkish Airlines (www.flyturkish.com)
são duas das melhores opções, com poucas escalas durante a viagem.

TURISTA, FIQUE SABENDO

IDIOMA: a língua oficial em Dubai é o árabe, mas o inglês é muito habitual.

MOEDA: o Dirham é a moeda utilizada por lá.

VACINA: é recomendado ter a certificação internacional para Febre Amarela.

VISTO: é necessário visto, válido por 30 dias, que pode ser emitido pela agência
ou diretamente na embaixada.

EMBAIXADA NO BRASIL: SHIS QI 05 Chácara 54, Lago Sul, Brasília/DF

Telefone: (61) 3248-0717 Website: www.uae.org.br

Compartilhe: Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someonePin on Pinterest0
Comentários
Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!
Deixe seu comentário

Nome:
Email:
Mensagem: