Conteúdos

“ Matérias exclusivas de diversas áreas e segmentos. Conteúdo com abordagem direta e original, tudo feito especialmente para agradar os leitores mais exigentes! ”

Cobogós, por Manufatti

Por Mariana Hafiz

A Manufatti é uma empresa especializada na produção de Cobogós, elementos vazados e esmaltados, bem como de revestimentos, buscando oferecer ao mercado produtos que promovam estética e funcionalidade em compatibilidade com o meio ambiente, valorizando-o e respeitando-o. Logo abaixo é possível conferir alguns trabalhos arquitetônicos que utilizaram o cobogó de forma a inovar e valorizar diversos ambientes.

Cobogós, por Adriana Fontana

C_0

Este projeto foi realizado em Pirituba, no estado de São Paulo, pela design de interiores Adriana Fontana, com a preocupação de aproveitar o mais adequadamente o espaço de um apartamento pequeno. Para isso, optou-se pela cozinha americana, que oferece amplitude visual ao ambiente, e a parede foi feita com os cobogós da Manufatti no modelo quadrado, separando as salas da cozinha e criando a possiblidade de maiores ventilação e iluminação na cozinha. Além disso, o ambiente foi trabalhado em cores neutras, como branco e cinza, e madeira acizentada, deixando as cores para os detalhes, como as almofadas, tapetes e acessórios.

Cobogós, por Lilia Duarte

C_1

Esta composição foi realizada pela arquiteta Lilia Duarte em Aracaju, município de Sergipe, e foi idealizado com o abjetivo de ser um projeto contemporâneo, mas com referência ao vintage, que seria fornecida pelo cobogó. Foi utilizado, então, o modelo Papiro da Manufatti na cor laranja, que atendiam à essas necessidades e que, além de ser clean, oferecia à cozinha um ar leve e alegre. 

Cobogós, por Francisco Franck

C_2

Este é um projeto desenvolvido pelo arquiteto Francisco Franck em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Seguindo a linha do clássico contemporâneo, utilizou-se um cobogó Manufatti no modelo quadrado com um espelho por trás, oferecendo ao Estar do Crítico de Cinema um ar que nos remete à arquitetura dos anos setenta e a união de dois espaços em um. 

Cobogós, por André Dantas

C_3

Nesta composição feita pelo arquiteto André Dantas em Recife, no Pernambuco, a sala de jantar foi transformada com a utilização de cobogó Manufatti no modelo Ômega, criando dois painéis nas laterais com duas televisões imbutidas. Ao posicioná-los fora de ordem e em frente a um painel branco leitoso todo iluminado por pequenas lâmpadas, os cobogós ganham aspecto escultural e cria-se uma composição extremamente original. 

Cobogós, por Danielle Paes Barreto

C_4

Este trabalho foi feito sob a responsabilidade da arquiteta Danielle Paes Barreto, em Recife, no Pernambuco. O projeto fez da varanda um local acochegante e agradável com a utilização dos cobogós Manufatti no modelo Trevo em vermelho no peitoril do local, criando um aspecto descontraído e arrojado para o ambiente. Além disso, a escolha por estes cobogós valoriza a captação do visual marítimo que a varanda já possuía. 

Compartilhe: Share on Facebook72Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someonePin on Pinterest5
Comentários
Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!
Deixe seu comentário

Nome:
Email:
Mensagem: